14/08/2019

Gestão de Risco e sua importância para a Contratação de um Seguro

Entenda o que é, como funciona e como a gestão de riscos vai interferir durante a contratação de um seguro, especialmente no seguro de transportes.
Gestão de Risco

Tempo estimado de leitura: 6 minutos.

No mundo dos seguros uma grande variedade de fatores influencia o valor da sua cotação. Existe uma variável que pode ser classificada positivamente ou negativamente para o futuro Segurado: a “Gestão de Risco”.


Entenda o que é, como funciona e descubra como a gestão de riscos vai interferir durante a contratação de um seguro, especialmente no seguro de transportes.

 

Qual o conceito de risco dentro do seguro?

Quantas vezes você já ouviu que “viver é correr riscos” ou que “a vida é cheia de riscos”?
A partir do momento que acordamos, trabalhamos, aproveitamos a vida e até durante o nosso sono estamos sujeitos a correr riscos. É claro que uns riscos são mais sérios que outros, mas isso não significa que eles não estão ali.

É necessário levar em consideração os riscos que como reação levam a perder vidas, propriedades e gerar impactos financeiros negativos para qualquer negócio.

No caso dos seguros, correr riscos é quando uma ação imprevista pode gerar uma reação negativa e desencadear em um prejuízo financeiro para uma empresa.

Essa reação negativa pode gerar um prejuízo gigantesco, capaz de prejudicar um negócio a ponto de levar a falência. É por conta desses riscos que o seguro é item fundamental para grandes e pequenos negócios.

 

O que é gestão de risco?

Os riscos imprevistos levaram gestores e donos de negócios a procurarem por soluções de gerenciamento de riscos. Para isso, as pessoas podem seguir dois caminhos:

1. Evitar correr o risco

Você precisa transportar cargas, mas vai passar por uma região em que o índice de chuvas está alto? Para reduzir todas as possibilidades de riscos você então decide desistir até encontrar uma solução de segurança para eliminar qualquer risco.

2. Escolher correr o risco, mas com ressalvas

É necessário fazer o transporte da carga e por isso você aceitou correr qualquer risco? Existem três soluções para gerenciá-lo:
a) Autosseguro: quando você mesmo deixa um valor reservado para compensar qualquer perda que pode acontecer no futuro. Ou seja, é um método pouco ortodoxo, pois nenhuma empresa quer arcar com o prejuízo de uma situação que não tem culpa direta, principalmente quando é necessário transportar a carga com a máximo urgência.
b) Mutualismo: quando as duas partes envolvidas (Emissor e Transportador) dividem o valor da carga perdida entre si. O interessante que foi assim que os seguros começaram. 
c) Seguro: é a opção mais usada para o gerenciamento de riscos. Ele basicamente envolve a transferência da possibilidade de perder uma carga, por exemplo, para que a Seguradora assuma os riscos e pague uma indenização em caso de sinistro.

 



 

Como funciona o gerenciamento de riscos?

A primeira coisa que a Seguradora faz é avaliar todas as condições do transporte. Alguns itens que precisam ser estudados pelos gestores são:

  • tipos de veículos usados;
  • mercadorias transportadas;
  • profissionais qualificados ou não;
  • trajeto definido;
  • valores das cargas;
  • armazenamento;
  • tempo de viagem;

Com todas essas informações a Seguradora consegue ter uma base dos riscos podem acontecer com a negligência dessas informações, ajustar e depois solicitar os valores do Seguro de Transporte junto a Seguradora.

Agora ficou mais fácil ter uma noção do cenário em geral de gestão de riscos. É muito importante que as empresas incluam todas as possibilidades antes de solicitar um seguro.

 


Curtiu o conteúdo e gostaria de saber mais informações? Deixe o seu comentário que vamos responder.


 

 

Faça agora mesmo uma cotação gratuita do Seguro de Transporte e proteja o seu negócio contra prejuízos.

 

               


 

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Administração de empresas pela fundação, formação em Coaching, PNL e Psicanalista, já geriu diversas empresas de seguro, participa como voluntario CCB, atualmente é o CEO da Voi Seguros.

Faça seu seguro com a VOI

 FAÇA UMA COTAÇÃO!

Mais lidos da categoria